domingo, 31 de dezembro de 2017

2017 - Gratidão, alegria e muitos motivos para sorrir

Já reparou como temos uma tendência a enumerar com rapidez os problemas e dificuldades que passamos? Mas e os bons momentos, aqueles que nos trouxeram muita alegria, prazer e sensação de dever cumprido? 

Pois a ideia aqui é fazer uma lista com os melhores momentos que vivemos em família em 2017. 
Que foi um ano difícil, tenso e repleto de dificuldades, não é novidade pra ninguém. Mas problemas existem e estão ai para serem superados, não é mesmo? 

Então bora relembrar 17 momentos de 2017, que fizeram desse ano um ano muito especial e que certamente deixou saudade... 

E te convido a fazer o mesmo. Garanto que é uma experiência muito gratificante. 






1 - Já no finalzinho de 2017, Rafa se livrou das rodinhas e aprendeu a andar de bicicleta. Foi uma conquista e tanto pro nosso caçula, que tanto treinou e venceu o medo de pedalar livremente por ai. Parabéns, Rafa! 








2 - 2017 Foi também o ano em que completamos 15 anos de casados! Ufa, Bodas de Cristal! Debutamos! Feliz por ter um companheiro e por termos construído uma família com base no amor, respeito e companheirismo. 









3 - Quarentei em 2017. Pois é, 40 anos se passaram num piscar de olhos. Gratidão pela vida, pelas conquistas, pela família e pelos amigos verdadeiros que surgiram no caminho e ficarão para sempre em meu coração. 








4 - No comecinho de 2017 nascia a Helena, a mais nova florzinha da família. Menina linda, boneca sapeca, que veio para trazer muitas alegrias para todos nós. Ponto positivo para 2017!











5 - Foi também em 2017, que finalmente assistimos a um jogo do Corinthians na Arena. Aiii que sensação gostosa. Que experiência bacana! Eu e os meninos ficamos em plena torcida organizada. Momento único para nós três! 








6 - No meio de 2017 tivemos o prazer de viajar pra Recife e João Pessoa. Viagem super especial, pois foi a primeira vez do Rafa na casa da vó paterna, que mora lá na Paraíba. O momento foi ainda mais especial porque a vó materna também viajou com a gente. Dias deliciosos, que ficarão para sempre em nossas lembranças e nossos corações! 








7 - Momento gratidão máxima. Rafa participa de uma Noite de Autógrafos na escola. Primeiro livro assinado pelo nosso gatinho. Parabéns, moleque por toda sua dedicação. Orgulho de você! <3 nbsp="" p="">









8 - Tivemos momentos simples e deliciosos em família. Um deles foi esse aí da foto, quando os meninos foram no parque patinar com a prima Juliana. Momento de paz, troca e muita alegria. 






9 - No início do ano conhecemos um paraíso: Gonçalves, no sul de Minas. Viagem que ficará para sempre em nossas lembranças. Destino que merece bis. Foi um pedido do Rafa, que queria viajar pro "mato" no seu aniversário. A escolha da cidade foi minha, que sempre tive vontade de ir para lá. Um dos pontos altos de 2017, certamente. 







10 - Levar a mãe e as duas tias para assistir a um show do Tremendão, não tem preço! Delícia de momento para ser lembrado de 2017. Que possamos ter outros como esse no ano que está chegando! 







11 - 2017 também foi um ano de muito trabalho - tanto no jornalismo, quando na confeitaria - e um ano em que o meu lado "doce" deslanchou. Gratidão por todo trabalho executado e, principalmente, por todas as pessoas que confiaram no meu trabalho. 



12 - Foi também o ano em que descobri o PILATES e uma forma prazerosa de cuidar da saúde. E, de quebra, conheci a Cecilia, uma pessoa incrível, que me apresenta a cada aula uma nova maneira de melhorar. Lado bom que a dor no joelho me proporcionou rs


13 - Ano em que os meninos puderam ter a certeza de que nem sempre é preciso ter uma grande festa de aniversário para ser feliz. Foi, talvez, a menor festa do Rafa, somente com os primos, na sala de casa. Mas, no final, ouvi o seguinte do meu pequeno: "Foi a melhor festa da minha vida!". Sim, uma festa cheia de amor, que foi literalmente a cara dele. A pizzaria do Rafa teve sabor de alegria! Mais um ponto pra 2017. 





14 - Um ano com muita saúde e ao lado da minha mãezinha tão querida, presente e especial por perto. Gratidão! Apenas gratidão! 





16 - Tivemos momentos simples e tão, tão alegres como esse ai da foto em que escorregar no papelão morro abaixo foi uma das brincadeiras mais deliciosas da vida deles. Primos reunidos = alegria na certa! Alegria que contagia. Daqueles momentos que dinheiro nenhum poderia superar! 





17 - Foi o ano em que os meninos passaram, talvez, por um dos maiores desafios da vida deles até hoje. Mudaram de colégio, enfrentaram o novo, ganharam novos amigos e descobriram que mudar pode sim ser uma opção bacana. Amadureceram muito, aprenderam muito e hoje estão mais maduros do que estavam no início do ano. Saldo final positivo. 



Seja bem vindo 2018. Que daqui um ano tenhamos mais 18 bons e lindos motivos para agradecer. 

Bye bye 2017. Relembrando tudo isso até que você não foi só um ano de crise, viu... Deixará saudades! 

Vem com tudo 2018! Feliz ano novo pra todos!!! 


quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

VIAGEM EM FAMÍLIA - Inverno no Nordeste

Esse post está atrasado (sim, bem atrasado... rs), mas não poderia deixar de registrar esse momento tão especial de 2017. 

Em julho fomos para Recife (PE) e João Pessoa (PB). Primeira vez do Rafa e da minha mãe nas duas cidades. Primeira vez que o Rafa encontrou os seus tios Rodrigo e Maurício. E primeira vez que ele esteve na casa da sua vó paterna. E ainda, de quebra, meu pequeno "morou" por alguns dias em uma casa com cachorro - tudo o que ele queria na vida! 

Foram 10 dias de muita alegria, paz e momentos que ficarão para sempre em nossa memória. 

Os meninos conheceram parentes distantes (da parte do pai), puderam conviver com as duas avós ao mesmo tempo (uma mora aqui em SP e outra lá em Jampa). Vivenciaram uma outra rotina, muito diferente da deles podendo pegar fruta no pé, tomando muita água de coco, comendo a cocada divina da vó Maria. 

Foi incrível. Saudades desde o momento que voltamos. Bora pensar na próxima.  




























BIKE - Rafa dá adeus às rodinhas da bicicleta

Dezembro de 2017 - mês em que o Rafa (7 anos e 7 meses) disse adeus definitivamente às rodinhas da bicicleta. 

Rafa nunca foi muito fã de bicicleta. Teve uma aro 14 quando era mais novinho. E herdou a aro 16 do irmão há uns anos atrás. 

Lá pelos 6 anos conseguimos tirar uma das rodinhas e ele ficou com apenas uma até agora. Essa rodinha única praticamente não tinha mais função, mas era uma espécie de alicerce de confiança para ele. Ele tinha medo de cair se ficasse sem rodinha nenhuma. 

Percebemos que seria mais fácil tirar essa tal rodinha quando mudasse de bicicleta definitivamente. E foi isso o que aconteceu. No final de novembro aproveitamos a Black Friday e compramos uma aro 20 pro nosso pequeno (que já não está tão pequeno assim...). 

Quando a bike chegou foi um misto de alegria e ansiedade. Ele estava tenso. Tinha medo de não conseguir. Nas primeiras voltas tomou dois capotes e queria desistir. Não deixamos. E ele enfrentou o medo. Pronto! Em pouco tempo lá estava ele passeando pra lá e pra cá com sua nova bicicleta. 

Orgulho da mamãe! Parabéns, filho! Feliz demais por ver você com mais essa conquista! 










segunda-feira, 4 de setembro de 2017

PÉROLAS DO RAFA - Diário de um Banana está de volta aqui em casa!

Rafa hoje, com 7 anos, lendo pela
 primeira vez Diário de um Banana
Acabo de me dar conta que há exatamente 2 anos e 6 meses (no dia 4 de março de 2015), Rafa, então com 4 anos, ainda não totalmente alfabetizado, fez uma promessa: "Um dia vou ler todos esses livros, mãe!". 

Ele se referia aos livros da coleção Diário de um Banana, que o irmão, na época colecionava e era apaixonado.

O tempo passou, Rafa não foi um grande leitor nos últimos anos, mas agora, já alfabetizado, decidiu que queria começar a ler os livros do irmão. E hoje, foi o primeiro dia. Começou a ler o número um da coleção que tem 11 livros até o momento.  E deu muita risada. E compartilhou falas engraçadas. E me fez voltar no tempo em que era o Matheus que se deliciava com os livros dessa série. 

Rafa cresceu. Rafa cresce a cada dia e nos mostra que a pressa realmente não é o melhor caminho. Cada criança tem seu tempo e respeitá-lo é muito importante. Ta aí mais uma lição que você nos ensina, baixinho!

Chegou sua vez, Rafa. Bem vindo ao mundo mágico dos livros. Orgulhosa de ti, meu caçulinha! 


Rafa hoje - com 7 anos

Rafa em 2015, com 4 anos, sonhando
com o dia que conseguiria ler os
livros do irmão! 

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

PÉROLAS DO RAFA - Ah videogame!

Aí você abre o caderno de trabalho e encontra esse bilhete do seu caçula. É muita criatividade para convencer a mãe a deixá-lo jogar videogame. 




terça-feira, 29 de agosto de 2017

PEROLA DO RAFA - O que dia em que Rafa perdeu as batatas!

Rafa é daquelas crianças, que certamente quando crescer terá muitas histórias para contar aos seus filhos e netos. 

A gente tenta não reforçar isso pra ele, mas tudo ou quase tudo em casa acontece com o Rafa.

Rafa é desastrado, atrapalhado em algumas situações, engraçado até o último final de cabelo.

Hoje cedo mais uma Pérola do Rafa surgiu no nosso caminho... 

Terça-feira é dia de feira pertinho de casa. Fazia tempo que não íamos. Hoje fomos. Nós três - eu, Rafa e Matheus. 

Tagarela ao extremo, Rafinha foi puxando a conversa durante quase todo o trajeto. Rimos, trocamos ideias, nos divertimos no caminho. 

Na volta, cada um com sua sacola em punho, viemos pra casa. 

Rafa trazia uma sacolinha cheia de batatas. Super ajudante e participativo, meu caçula nunca reclama por trazer ou ajudar a carregar as compras. 

Tudo estava tranquilo e dentro da normalidade. Até que, faltando poucos metros para chegarmos no portão do condomínio, Rafa, que estava logo atrás de mim, deu um grito: 

"Mãeeeeeeee perdi as batatas!"

Como assim, "perdi" as batatas? 

Quando olhei pra traz, vi Rafa com carinha de apavorado e uma sacola vazia nas mãos... 
As batatas? Estavam rolando ladeira abaixo. 

Na hora deu um misto de desespero e vontade de rir. 

Optei por rir e corremos pra "salvar" as batatas, que conseguimos! 


sexta-feira, 18 de agosto de 2017

PÉROLAS DO RAFA - Mãe, você está ficando velha!

Eu e Rafa conversando hoje cedo... 

"Mãe, a mãe do Miguel, meu amigo da escola, é muito nova, né? Ela é tipo uma adolescente. Muito nova mesmo"

Sim, Rafa, é sim. Não é uma adolescente, mas é bem jovem. 

"Mãe ela é muuuuuuuito mais nova que você. Deve ter tipo uns 15 anos no máximo!"

E eu Rafa? Quantos anos parece que eu tenho? 

"A mãe você tá ficando velha... tem cara de ter uns 23 anos! 

kkkkkk Amei estar velha assim, Rafa. 

No ano em que eu completo 40, ouvir que pareço ter 23 tá óteeeeemo! rs 

Rafa - 7 anos de pura travessura!